sábado, 25 de dezembro de 2010

Mensagem de Natal

A Nobreza Humana
 (A História dos três Tenores)
 
Possivelmente você já ouviu ao menos falar sobre os três tenores.
O italiano Luciano Pavarotti, os espanhóis Plácidos Domingo e José Carreras.
É possível mesmo que os tenha assistido pela TV, abrilhantando eventos como a Copa do Mundo de futebol.
O que talvez você não saiba é que Plácido Domingo é madrileno e José Carreras é catalão.
E há uma grande rivalidade entre madrilenos e catalães.
Plácido e Carreras não fugiram à regra.
Em 1984, por questões políticas, tornaram-se inimigos.
Sempre muito requisitados em todo o mundo, ambos faziam constar em seus contratos que só se apresentariam se o desafeto não fosse convidado.
Em 1987, Carreras ganhou um inimigo mais implacável que Plácido Domingo.
Foi surpreendido por um terrível diagnóstico de leucemia.
Submeteu-se a vários tratamentos, como autotransplante de medula óssea e trocas de sangue.
Por isso, era obrigado a viajar mensalmente aos Estados Unidos.
Claro que sem condições para trabalhar, e com o alto custo das viagens e do tratamento, logo sua razoável fortuna acabou.
Sem condições financeiras para prosseguir o tratamento, Carreras tomou conhecimento de uma instituição em Madrid, denominada Fundación Hermosa.
Fora criada com a finalidade única de apoiar a recuperação de leucêmicos.
Graças ao apoio dessa fundação, ele venceu a doença.
E voltou a cantar.
Tornando a receber altos cachês, tratou de se associar à fundação.
Foi então que, lendo os estatutos, descobriu que o fundador, maior colaborador e presidente era Plácido Domingo.
Mais do que isso.
Descobriu que a fundação fora criada, em princípio, para atender a ele, Carreras.
E que Plácido se mantinha no anonimato para não o constranger por ter que aceitar auxílio de um inimigo.
Momento extraordinário, e muito comovente aconteceu durante uma apresentação de Plácido, em Madrid.
De forma imprevista, Carreras interrompeu o evento e se ajoelhou a seus pés.
Pediu-lhe desculpas.
Depois, publicamente lhe agradeceu o benefício de seu restabelecimento.
Mais tarde, quando concedia uma entrevista na capital espanhola, uma repórter perguntou a Plácido Domingo por que ele criara a Fundación Hermosa.
Afinal, além de beneficiar um inimigo, ele concedera a oportunidade de reviver a um dos poucos artistas que poderiam lhe fazer alguma concorrência.
A resposta de Plácido Domingo foi curta e definitiva: "porque uma voz como essa não se podia perder ".
Fazer o bem sem ostentação é grande mérito.
Ainda mais meritório é ocultar a mão que dá.
Constitui marca de grande superioridade moral.
Não saber a mão esquerda o que dá a mão direita é uma imagem que caracteriza admiravelmente esse tipo de benefício.
Quando, ao demais, o benefício tem por objetivo maior atender um eventual desafeto, torna-se ainda mais meritório. A criatura demonstra, com tal atitude, estar acima do comum da humanidade.
Que essa história não caia no esquecimento.
E, tanto quanto possível, nos sirva de inspiração e exemplo. 
(publicação em outroo blog)

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

"Eu sou eu e minha circunstância.Se não salvo a ela ,não salvo a mim".

Responsabilidade
Cansei de me flagrar em circunstâncias em que eu jurava que havia ocorrido uma falha do cenógrafo na montagem do ambiente: tudo o mais poderia estar no lugar correto, mas não era para eu estar ali. Aí era um tal de listar os supostos culpados, lamentar a má sorte, um blablablá triste toda vida, sob o fundo musical de “Ó, Deus, como sou infeliz”. Muitas cenas depois, porque só o tempo é capaz de nos dar olhos que veem um pouco além das aparências, comecei a encaixar as peças daquelas tais circunstâncias e a perceber que estive exatamente onde eu me coloquei. Nem um centímetro a mais nem a menos. Eram os meus sentimentos, minhas dores pendentes de cura, minha resistência à mudança, minhas crenças equivocadas sobre mim, que me atraíam para aqueles cenários. Peças encaixadas, descobri que, no fim das contas, a roteirista o tempo todo era eu.

Se a história não me agrada, preciso aprender a reescrevê-la até que se torne parecida com a ideia que passa pelo meu coração. O roteiro só muda quando eu assumo a minha responsabilidade por ele e me trabalho para ser capaz de modificá-lo. Não adianta culpar o cenógrafo.
Ana Jácomo*

domingo, 19 de dezembro de 2010

"... Canta coração
Que esta alma necessita
De ilusão
Sonha coração
Não te enchas de amargura..."
-Fagner-

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Não sacrifique o dia de hoje pelo de amanhã. Se você se sente infeliz agora, tome alguma providência agora, pois só na sequência dos agoras é que você existe.  Clarice Lispector


Não sacrifique o dia de hoje pelo de amanhã.
Se você se sente infeliz agora,
tome alguma providência agora, pois
só na sequência dos agoras é que você existe.

Clarice Lispector
"A tarefa mais difícil é aprender a esquecer quem aprendermos a gostar."


Um covarde é incapaz de demonstrar amor
- isso é privilégio dos corajosos."
(Gandhi)
O sucesso não é o final e o fracasso não é fatal: o que conta é a coragem para seguir em frente!!


O sucesso não é o final e o fracasso não é fatal: o que conta é a coragem para seguir em frente...



Se você sofreu alguma injustiça,console-se;
a verdadeira infelicidade é cometê-la.

(Platão)
“Indecisão é quando você sabe muito bem o que quer, mas acha que devia querer outra coisa.”

Adriana Falcão
Amor, meu grande amor, me chegue assim bem de repente...

Amor, meu grande amor, me chegue assim bem de repente...


"Me diga por onde voam as borboletas, e eu te direi por onde voam meus pensamentos..."


"Me diga por onde voam as borboletas,
e eu te direi por onde voam meus pensamentos..."
"Não existe ferida na alma, por mais profunda que seja,
que resista ao efeito terapêutico de um ungüento chamado tempo."




"...Sabe o que eu quero de verdade?!
Jamais perder a sensibilidade,
mesmo que às vezes ela arranhe um pouco a alma.
Porque sem ela não poderia sentir a mim mesma..."!

(Clarice Lispector) 


"A gente quer ter voz ativa
No nosso destino mandar.
Mas eis que chega a roda viva
E carrega o destino pra lá ..."
(Chico Buarque)
Eu me experimento inacabado. Da obra, o rascunho.
 Do gesto, o que não termina.

Sou como o rio em processo de vir a ser.
 A confluência de outras águas e

 o encontro com filhos de outras nascentes o tornam outro.
 O rio é a mistura de pequenos encontros.
 Eu sou feito de águas, muitas águas. 
Também recebo afluentes e com eles me transformo...
(desconheço autoria)

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010


Se Um Dia Tu Chegares
Se um dia tu chegares frente ao rancho
Com sorriso de quem veio pr'a ficar
Vou mostrar a flor mais bela destes campos
Sem colher a vida em flor vou te ofertar
Tenho lua e o sol no céu dos meus silêncios
Nas canções um rio de alma e soledade
Esta flor do amor tem sede dos teus olhos
E o meu mate um verde gosto, de saudade!
Se um dia tu chegares frente ao rancho
Com sorriso de quem veio pr'a ficar
Lua e sol virão no azul dos meus silêncios
E o meu céu terá um sorriso pr'a chorar
Planto alma e cinamômos pr'o verão
Pr'o inverno, esperanças galponeiras
Primaveras estreladas junto a ti
E este sonho pra durar a vida inteira...
Tenho lua e o sol no céu dos meus silêncios
Nas canções um rio de alma e soledade
Esta flor do amor tem sede dos teus olhos
E o meu mate um verde gosto, de saudade!
Se um dia tu chegares frente ao rancho
Com sorriso de quem veio pr'a ficar
Lua e sol virão no azul dos meus silêncios
E o meu céu terá um sorriso pr'a chorar...
Lisandro Amaral


[da1.jpg]


"(...)Parece que nos acostumamos de tal forma com a deselegância que ficamos desconcertados com a gentileza. Muitas vezes chegamos até a desconfiar da existência de algum interesse ainda oculto. Como numa guerra, a maioria de nós, vive a postos, grande parte do tempo, para se defender de possíveis ataques, o coração quase nunca receptivo para simplesmente receber carinho."

Ana Jácomo
"Espalha a graça ao pleno presente, 
e mesmo ausente é doce a sua falta."
      -nando reis-

O teu riso

Tira-me o pão, se quiseres,
tira-me o ar, mas não
me tires o teu riso.
Não me tires a rosa,
a lança que desfolhas,
a água que de súbito
brota da tua alegria,
a repentina onda
de prata que em ti nasce.
A minha luta é dura e regresso
com os olhos cansados
às vezes por ver
que a terra não muda,
mas ao entrar teu riso
sobe ao céu a procurar-me
e abre-me todas
as portas da vida... 

Pablo Neruda
Encontros preciosos não são necessariamente os que nos trazem jardins já floridos.
São, um bocado de vezes, aqueles que nos ofertam mudas.

Ana Jácomo

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010




"Fiquei encantado: ele era uma pessoa larga. Largueza, para mim, é qualidade muito importante nas pessoas."

(Caio Fernando Abreu)

terça-feira, 30 de novembro de 2010

Aprender é a única coisa de que a 
mente nunca se cansa, nunca 
tem medo e nunca se arrepende.
Leonardo Da Vinci

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

“Nada é para sempre, dizemos, mas há momentos que 
parecem ficar suspensos, 
pairando sobre o fluir inexorável do tempo”. **
José Saramago

sábado, 20 de novembro de 2010

...um piquenique me bastava...

dormiu pensamentos, 
sonhou interrogações 
e acordou urgências.



essa sensibilidade que faz mover...

(não se preocupe, ana. 
o caminho é    l   o   n   g   o, mas cheio de novas manhãs. 
a gente   e s t i c a, arrisca, espreguiça 
e puxa um pouco mais
pra além da linha, da conta. 
respira fundo ana, inspira. 
porque é no anoitecer que repousa, em sonhos, a vontade 
de tudo que se espera amanhecer. 
é o novo começando, 
ou recomeçando, tanto faz. 
depende sempre da maneira que se abre as janelas, 
que se foca os olhos).

"E que graça teria a vida se só houvessem dias ensolarados e amigos equilibrados?"

"o que é só caminho, o que é lugar pra morar."

 















foi caminhando nas horas que aprendeu a costurar instantes no verbo fazer.
resolveu construir ampulhetas e salvar agoras. 
vez ou outra, trocava o lado e, 
pu la va segundos.
mas quando queria p.a.r.a.r: fechava os olhos e guardava o momento. 
é que o tempo, passa ligeiro e não manda lembranças.



"Guarda um segredo: às vezes, é preciso se desprender do que deseja para descobrir o que merece."

(Renata Carneiro)



"a prova de que estou recuperando a saúde mental, é que estou cada minuto mais permissiva: eu me permito mais liberdade e mais experiências. e aceito o acaso. anseio pelo que ainda não experimentei. maior espaço psíquico. estou felizmente mais doida."


Clarice Lispector

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

"Depois de todas as tempestades e naufrágios, o que fica em mim é cada vez mais essencial e verdadeiro”. Caio F. Abreu

Namora quem sonha, quem teima, quem vive morrendo de amor e quem morre vivendo de amar. A.daTavola

Namora quem sonha, quem teima, quem vive morrendo de amor e quem morre vivendo de amar.  A.daTavola 


Recomeça...
Se puderes,
Sem angústia e sem pressa.

E os passos que deres
Nesse caminho duro
Do futuro
Dá-os em liberdade.

Enquanto não alcances
Não descanses.

De nenhum fruto queiras só metade.
E, nunca saciado
Vai colhendo
Ilusões sucessivas no pomar,
Sempre a sonhar
E vendo
Acordado,
O logro da aventura.

És mulher, não te esqueças!
Só é tua a loucura
Onde com lucidez, te reconheças.

Miguel Torga


Vim juntando os seus pedaços pelo caminho.

Tinha certeza que dava para consertar.

E a menos que tenha desistido,

lhe trago este papel em branco

esta caneta para você

se reiventar.
                               JANELAS  DA VIDA
Abra a janela do teu coração e deixe a alma arejar! Sabe aquele cheiro de mofo de sonhos que envelheceu e você nem se deu conta? Deixe que o vento leve para longe...
Livre-se, também, do ranço amargo de toda mágoa e rancor, faça uma boa limpeza na vidraça da janela do coração, garanto que você enxergará melhor a vida lá fora...
Deixe a luz inundar tudo, apagar as marcas das decepções, as tristezas das derrotas, o vicio de sofrer por sofrer e acima de tudo, permita que o sol derreta o gelo da solidão...
Apaixone-se por um sorriso e sorria junto, ilumine as janelinhas dos olhos, atraia beija-flores, borboletas, vaga-lumes, ame a pessoa que o espelho reflete todas as manhãs...
Escancare a janela dos desejos e esbanje sonhos, ninguém sonha em vão, e também não é verdade que os sonhos fogem, as pessoas é que desistem, e eles morrem...
Alicerce seus desejos com bases sólidas e construa dia a dia degraus para você chegar até a sua meta, depois se aplauda, porque você conseguiu! Nisso reside o prazer...
Não permita que nenhuma sombra pesada amortalhe o sol, que nenhuma parede aprisione o vento e cale o som da vida. Jamais se transforme em órfão da luz...
Desenhe um horizonte além da tua janela, exagere nas cores e entremeie alegria entre folhas. Floresça todos os campos que tua vista alcança e depois, vá além muito além....
Exponha na janela toda a alegria de viver, mostre ao mundo um rosto luminoso, uma face sem rugas de preocupações, prontinha para ser acariciada, admirada e beijada...
Amplie a essência da ternura, semeia a brisa um gesto, uma frase doce ou um suspiro. Seguramente alguma alma comovida escutará e devolverá o eco da tua voz...
Desvia teu olhar das coisas tristes e infelizes, transforme em oásis toda aridez que aparecer, jorre venturas e aventuras em abundancia, através da tua janela....
Espalhe poeira dourada de sonhos além da janela, plante flores, colha encantamento. Permita que as sementes da felicidade se espalhem e contamine toda a terra...
Refaça suas crenças, redima equívocos, culpas, regenere erros e falhas, distribua perdão. Valorize o melhor de cada pessoa e principalmente o melhor que existe em você....
Abra a janela da vida e seja pleno em cada coisa ainda que pareça pequena. Viva na forma adulta de ser criança, debruce na janela e não olhe a vida passar através dela...Viva!
(Autoria Desconhecida)

quarta-feira, 17 de novembro de 2010


"Eu ainda te amo. Eu não deveria dizer isso, mas eu amo a mim mesma mais do que eu te amo. Eu tenho uma relação comigo de 49 anos, e com você uma de 5."

(Sex and the City)

sábado, 13 de novembro de 2010



"Olhares de redenção não salvam, não fecham feridas, só aumentam a saudade de uma vida que não foi, que não é, que não será."

(Ana Karina Bucciarelli)

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Convite-Lya Luft





Não sou a areia
onde se desenha um par de asas
ou grades diante de
uma janela.

Não sou apenas a pedra que rola
nas marés do mundo,
Em cada praia renascendo outra.

sou a orelha encostada na concha
da vida, sou construção e desmoronamento
Servo e senhor, e sou mistério
A quatro mãos escrevemos este roteiro
para o palco de meu tempo:
O meu destino e eu.

nem sempre estamos afinados,
nem sempre nos levamos a
sério.

"Se liberdade significa alguma coisa,
é o direito de dizer às pessoas o que elas não querem ouvir".
George Orwell



"Quanto a meus erros, lembre que meu amor imperfeito era minha declaração mais pura,
meu mais sincero ofertório.
Ao lhe submeter os meus defeitos, juntamente com minhas virtudes, eu lhe oferecia o que realmente era. 
Você só poderia me ter por completo se tivesse meus entraves,
mas um dia eu ainda seria melhor para que você percorresse meus jardins
sem qualquer pedra ou sobressalto".

in " A última carta do tenente" Pag. 29.

segunda-feira, 1 de novembro de 2010

"Palavra é semente e é preciso escrever como quem planta."

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

sábado, 23 de outubro de 2010

 O amor não se sustenta sem a intenção de amar e sem a ação pequena, mas
constante, de alegrar o outro com sua presença.

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

"Parem de falar mal da rotina
Parem com esta sina anunciada
De que tudo vai mal porque se repete."

(Elisa Lucinda )

terça-feira, 19 de outubro de 2010

VOCÊ TEM QUE ME LER
Trechos doTexto de Fabrício Carpinejar


É antropológico: mulher odeia ser mandada. São séculos e séculos de opressão. Não dê corda, que já cheira a forca. Vale, inclusive, para a masoquista. Gosta de firmeza, não que alguém diga o que ela deve ou não fazer. Não seja autoritário. O feminismo não é conversa de sapatão.

Que aconselhe, não emplaque uma ordem. Que ofereça um palpite, este é despretensioso como um assobio, é soprar uma melodia e permitir espaço para que ela complete a letra. Finja que está no chuveiro – menor o risco de se afogar. Fale cantado. Quem canta nunca será um ditador.(...)

Eu dizia “você tem que” a cada início de diálogo. Impositivo, não agia por mal, era um hábito, buscava convencer com “você tem que”. Parecia que tinha a solução dos problemas do mundo. Persuasão é a sedução para quem não tem paciência. Meu caso; não cuidava da linguagem e depois estranhava o silêncio dela. “Você tem que” é um mandado de segurança. É atestar que ela não desfruta de condições de conduzir a própria vida. Virava um segundo pai, determinando suas atitudes. Fugia da cumplicidade, vinha com os mandamentos e as condicionais de comportamento para que merecesse a mesada.

O homem não botou na cabeça que a fragilidade da mulher não é dependência. Ela não precisa ser protegida, e sim respeitada. Existe uma diferença aguda no tratamento. Depois que ela fica braba não adianta remendar. Emerge um pânico das cavernas, o receio de ser puxada pelos cabelos e pelas palavras. Igual é chamá-la de louca no meio de uma discussão.

Quem não encheu o pulmão para desabafar “você está louca!”, com aquele grito catártico, que serve como elevador para todo o prédio? Eu confesso, mais de uma vez. É novamente afirmar que ela não tem domínio, que nem sabe o que está falando e menosprezar sua opinião. Pode até ser louca, mas não chame de louca, senão ela não vai recuperar o juízo. Na história do pensamento, quantas mulheres foram enviadas para o hospício devido a sua autonomia? Quantas receberam eletrochoque ou sofreram lobotomia em função da independência de estilo? Significa um joanete ancestral, um calo antiguíssimo, não pise.

Joana D’Arc não foi uma bruxa. Assim como vassoura não é para voar, é para varrer qualquer sujeira machista dentro de casa.